Feijoada: tudo o que você precisa saber sobre esse prato típico

Feijoada: tudo o que você precisa saber sobre esse prato típico

Saiba mais sobre a feijoada, suas características, variações e origem

A feijoada é um prato típico do Brasil e bastante popular em diversas regiões do país, sendo consumida em diferentes ocasiões, seja num sábado de calor com a família ou para comemorar uma data importante. Independentemente da ocasião, uma coisa é certa: a feijoada faz parte da cultura do brasileiro. 

Por isso, no artigo de hoje falaremos mais sobre a feijoada, destacando sua origem e outras informações importantes. Confira!

Saiba mais sobre a feijoada

A feijoada é um prato típico do Rio de Janeiro, mas que é muito consumida em todo Brasil, sendo considerada, assim, um dos pilares da gastronomia do país. 

Como todo prato que alcança o gosto popular, naturalmente surgiram diversas variações da receita. Contudo, tenha em mente que a típica feijoada completa é aquela que leva todas as carnes salgadas (costela, linguiças variadas, carne seca, pé, orelha, rabo, lombo, bacon) , servidas com rodelas de laranja, couve refogada no alho, arroz e farofa.  

Feijoada: tudo o que você precisa saber sobre esse prato típico

Por ser um prato considerado pesado, muitas pessoas preferem uma versão da feijoada mais simples, utilizando apenas linguiça, bacon e carne seca, deixando o prato mais leve sem perder o sabor. 

Existem versões ainda mais alternativas, como a feijoada light, a feijoada vegana ou a vegetariana. Nessas receitas não há carnes, mas ainda sim conseguem ser super nutritivas e saborosas, além de ser mais leve.

Entre outras variações da feijoada podemos destacar a feijoada branca, feijoada de frutos do mar, feijoada mineira, feijoada de camarão e até mesmo pratos similares, tais como a dobradinha ou o cassoulet, conhecido como feijoada francesa.

Origem da feijoada

Historiadores e especialistas da culinária sinalizam que esse tipo de prato é milenar, remontando possivelmente à área mediterrânica à época do Império Romano, segundo Câmara Cascudo. 

Mas a feijoada tem as especificidades da culinária brasileira, isso porque o feijão preto é originário da América do Sul e era chamado pelos guaranis de comanda, comaná ou cumaná. Já a farinha de mandioca também tem origem americana, sendo adotada como componente básico da alimentação pelos africanos e europeus que vieram para o Brasil. 

Pelo fato de que o feijão e a mandioca eram plantados em diversos locais, inclusive nos espaços domésticos, em torno das residências, sobretudo nas regiões mais populosas, esses alimentos ganharam mais espaço na culinária à época, o que contribuiu para o surgimento da tradicional feijoada.

A origem da feijoada estaria fortemente ligada ao “feijão gordo”, o ensopado da leguminosa acrescido de toucinho e carne seca. A tradicional feijoada, portanto, seria esse “feijão gordo” enriquecido com outros ingredientes, como linguiças, legumes, verduras e carnes de porco.

A feijoada como conhecemos, composta de feijão, carnes, hortaliças e legumes, seria, então, uma combinação criada apenas no século XIX em restaurantes frequentados pela elite escravocrata do Brasil. Sua difusão e consequente popularização teriam se dado em hotéis e pensões, principalmente a partir do Rio de Janeiro.

Feijoada: um prato delicioso

Agora que sabe mais sobre a origem e características da feijoada, com certeza você deve ter sentido um pouco de água na boca, não é mesmo? Então, visite a Marettimo e experimente uma das melhores feijoadas, temperada pelo Chef, acompanhada de couve refogada, costelinha suína defumada, vinagrete, farofa, banana milanesa, torresmo, arroz branco e caldinho temperado. 

Gostou do artigo? Então, acompanhe o blog da Marettimo para ler mais conteúdo como este. Até a próxima! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *